Três razões para você vender agora seus títulos do Tesouro Direto

Foto do site do Tesouro Nacional – Rafael Hupsel/ Folhapress

A grande valorização de alguns títulos públicos, negociados na plataforma do Tesouro Direto, atraiu a atenção de vários investidores. Não é para menos. Em média, quem investiu em 2018 nos títulos com vencimento em 2045, está ganhando 57% de valorização até a última sexta-feira (31/05/2019). Mas em vez de comprar agora, você deveria estar pensando […]

Leia Mais

O que é melhor, um título com ou sem pagamento de juros intermediário

Investidores decidindo investimento no mercado financeiro – Paulo Whitaker / Reuters

O investidor em títulos de renda fixa, tanto de emissores privados, como de públicos, por meio da plataforma do tesouro direto, usualmente, se depara com a dúvida entre escolher os títulos com, ou sem, pagamento de juros intermediários. Existem vantagens e desvantagens em cada um, mas o atual momento sugere a escolha de um deles. […]

Leia Mais

Qual o impacto da eleição para os investidores do Tesouro Direto?

Fachada do Banco Central de Chicago (Federal Reserve of Chicago) – Michael Viriato

Os investidores mais conservadores que optaram pela popular plataforma do Tesouro Direto têm sentido no bolso o custo da incerteza eleitoral. Sem compreender a dinâmica do mercado de juros, indagam como estão perdendo, mesmo sem o Banco Central estar elevando a taxa de juros. Estes investidores foram levados pelas notícias de ganhos mais elevados que […]

Leia Mais

Como investir em renda fixa e obter retorno maior que no Tesouro Direto

Vitrine de casa de câmbio na Times Square – NY / Mihael Viriato

A popularização da plataforma do Tesouro Direto proporcionou aos investidores um ganho de rentabilidade acima das aplicações tradicionais dos grandes bancos e sobre a decadente caderneta de poupança. O desenvolvimento do mercado de renda fixa brasileiro deve resultar em um novo salto de rentabilidade, mas é preciso considerar com cuidado os riscos de cada investimento. […]

Leia Mais

Tesouro Direto: por que a maioria está resgatando e o que você deveria fazer?

Zé Vicente

Segundo dados do Tesouro Nacional, desde agosto de 2017 os investidores têm mais resgatado do que aplicado em títulos na plataforma Tesouro Direto. Três razões explicam esse movimento dos investidores. Entretanto, o que parece ser algo ruim, na verdade é uma oportunidade que está sendo desperdiçada. Conforme pode ser visto no gráfico abaixo, depois de […]

Leia Mais

Veja se seu prejuízo recente no Tesouro Direto é preocupante

Comugnero Silvana/ Fotolia

Nos últimos dois dias úteis (17 e 18 de maio) o site da plataforma do Tesouro Direto suspendeu as operações devido à intensa volatilidade do mercado. A variação nos preços dos títulos, chamada de volatilidade, já estava maior no último mês, mas se intensificou após a surpresa na decisão do COPOM (Comitê de Política Monetária) […]

Leia Mais

Com a queda da taxa Selic, saiba qual seu maior risco

Enquanto muitos investidores ainda estão confusos sobre porque seus investimentos não rendem como no passado e o que podem fazer para ganhar mais, o Banco Central reduziu mais uma vez os juros e deixou claro que esses investidores precisam correr para rever seus investimentos, pois novas quedas ainda podem vir. A taxa Selic caiu para […]

Leia Mais

Como investir em renda fixa no atual cenário de taxas mais baixas

(Marcos Santos/ USP Imagens)

Com a queda da taxa Selic para 6,75% ao ano, o CDI, que é base para remuneração para a maioria dos investimentos de renda fixa, passou a render apenas 0,54% ao mês (6,64% ao ano). A velocidade da queda dos juros surpreendeu muitos investidores e vários ainda não conseguiram adequar seus portfólios à nova realidade […]

Leia Mais

Como a queda da Selic afeta sua aposentadoria?

Crédito: Marcelo Fonseca – Folhapress

O Comitê de Política Monetária (COPOM) reduziu mais uma vez a taxa básica de juros Selic para seu mínimo histórico de 6,75% ao ano. O patamar atual dessa taxa terá impacto relevante na aposentadoria dos brasileiros. Esse impacto é ainda mais relevante, pois a maior parte dos investidores aplica suas economias de forma conservadora, tanto […]

Leia Mais

Marcação de títulos a mercado ou na curva; como isso afeta seu portfólio?

Investidores que possuíam títulos referenciados a IPCA marcados na curva, observaram em 2017, um retorno pior que aqueles marcados a mercado. Esse fato, faz com que se imagine que a marcação a mercado dos títulos sempre produza uma rentabilidade maior. Entretanto, a vantagem no curto prazo que a marcação a mercado teve foi apenas uma […]

Leia Mais